19/04/14

Party Menina, te contei?



Oi, meninas.

Hoje o sábado é especial, porque essa semana o blog completa UM ANO. Uhul!! É com imensa felicidade que faço parte dessa equipe, e que mesmo falhando alguns sábados (sorry), é o "job" mais legal que tenho.

E com isso, eu fiz uma seleção de músicas pra comemorar o primeiro de muitos anos do Menina, te contei?.

Let's go!


Afrojack (feat. Wrabel) - Ten Feet Tall (David Guetta Remix)

The Mess - Je t'attendrai encore


Teflon Brothers - Kendo Anthem 

Tommy Love feat. Wanessa - Beast


Filipe Guerra - Leave Me Alone ft. Nalaya

 
Avicii - You Make Me


THIRTY SECONDS TO MARS - Bright Lights 


OneRepublic - Love Runs Out 


Edward Maya - Colombian Girl


Lana Del Rey - West Coast


Tiësto - Wasted ft. Matthew Koma

Calvin Harris - Summer



Essa é uma seleção das músicas que eu tocaria na Festa do Menina, te contei?. E pra vocês? Qual música não poderia faltar?

É isso meninas, aproveitem bastante o feriado e continue nos acompanhando por mais um ano. Até semana que vem. Xx.


18/04/14

Look: Sapatilha de Oncinha



Olá Pessoal!! Tudo bem? Espero que sim! Em plena sexta-feira da paixão, vim mostrar um look bem básico com a minha sandália nova estampada de oncinha. Ela é linda!!
Ultimamente eu to com mania de oncinha, logo eu que não gostava desse tipo de estampa, agora, tenho um óculos, um vestido, um sapato, ou seja, estou viciada... kkk
E falando do look, pra compor o restante, escolhi um short e uma blusa preta, bem simples, não quis fazer um look muito estampado com a sapatilha pra não ficar muito pesado.




E falando em pesado, pra tirar essa foto me deu um medo! kkkk Tava eu e Mariana (fotógrafa) tirando as fotos, ai perto do local tem uma senhorinha que mora em um prédio de frente a, e acho que ela não é muito certa, ou talvez era desconfiada demais, começou a tacar algumas coisas na rua... Eu acho que ela queria era espantar a gente...kkk Aí terminamos de tirar a foto, pelo menos eu, a mais medrosa das duas, sai praticamente voando de lá... kkk Mas no final deu tudo certo... kkk



Então meninas depois desse caso todo, espero que tenham gostado do look e não deixem de comentar o que acharam!!!

Bjus

17/04/14

Look: Short de Renda Azul


Olá! Finalmente tem look essa semana! Ficamos duas semanas sem fotografar, por causa da semana de provas e trabalhos da faculdade. O lado bom é que deu tempo de chegar mais coisinhas do Ali pra mostrar pra vocês! A peça da vez é esse short azul de renda que vem com um cintinho branco. Ele é super lindo, e tem uma fendinha de cada lado na parte da frente das pernas (e um recorte também). Foi amor a primeira vista quando vi! Porém eu esperava que ele fosse de um tecido mais firme e o tecido dele é uma malha um pouco mais grossa, mas não tanto. Mas no geral, foi a compra mais bonita até hoje na minha opinião! ♥ E a parte melhor é: Se ele fosse de tecido não me serviria, então, ele ser de malha nem é um defeito (muito pelo contrário).. huahauah


Decidi combinar ele com uma camisa branca básica, porque queria montar um look mais chiquezinho primeiro. Eu comprei um cropped de renda super lindo também, e vou voltar a usar o short com ele por aqui ainda. Mas enquanto isso, vou usando ele com as blusas que eu tenho por aqui. A intenção era destacar o short no Look, por isso optei por combiná-lo com peças de cores neutras e não usei batom colorido pra que o foco ficasse apenas no azul.






O short custou $7.00 apenas. Nem dá pra acreditar né? O único "probleminha" foi que o vendedor não enviou como carta registrada, enviou como carta simples, aí o código de rastreio não funcionava. Quando fez 20 dias e o rastreio nada de atualizar, eu liguei o note pra mandar uma mensagem pro amiguinho xing ling reclamando, e escutei um barulho de alguma coisa caindo na garagem da minha casa. (achei que era uma bomba, porque um pacote cinza quadradinho assim do nada na minha garagem com uns escritos em chinês, vai saber uahauhauaha) Mas aí quando abri, era o bendito short! Assustei porque nunca tinha acontecido de receber nada por carta simples, e imagina só se extravia? Ninguém nunca ia saber! Mas por sorte chegou e já tá aqui comigo ♥


O sapato é o mesmo desse look aqui (também com roupa do Aliexpress). O Link pra quem quiser comprar o short é esse aqui (eu comprei o L que corresponde ao G e tenho 100cm de quadril e 76cm de cintura).

Eu espero que vocês tenham gostado, e já aviso que chegaram mais algumas coisitchas(um casaquinho lindo de viver, uma blusinha baratex e ~pra variar~ mais um óculos de sol) e em breve venho mostrar pra vocês, tá?

Beijos!


16/04/14

Melancólica Melodia


Eu gosto é do ensurdecedor.

Cada encontro propõe uma nova direção.

Devo confessar, Sax – embora esse nem seja seu nome -, você sempre esteve escrito em mim.

Sax; quando você quis ter esperanças, já não sabia ter esperanças. Assumi: sentiu demais para continuar a sentir.

Sax; vida empoeirada. Vaga existência. Olhos distantes, vermelhos por causa da bebedeira. Corpo já cansado de uma vida inteira. Dedos entregues à insanidade.

Sax; naquela noite, você soprou o cansaço. Pouco triste e poço só. Coração solitário pulsava com dificuldade no enorme espaço que lhe foi reservado – espaço que não preenchia.

Sons que perguntavam. A quem você interrogava? a mim?

A sorte é para baixo ou para cima? pensou, Sax. Distraído, não sabia. Esvaziou a alma através das notas sufocadas. Pouca sombra fazia no chão. No fundo, você não passava de uma caixinha de música meio desafinada.

Não fez as coisas que queria; compôs harmonia, sim, mas não viveu harmonia. Não como gostaria.

Não há, para você, lugar no mundo. Por isso, escrevo. É minha vingança. E ao mesmo tempo, minha condenação. Temo a exposição, mas você precisa existir nestes versos. que testemunham minhas tormentas. Úlcera incontrolável; o seu ritmo – sem alma – ecoa no meu peito e rasga.

Entre nós, apenas o sussurro. Sussurro de ferrugem – como se estivesse prestes a morrer.

Quis – desesperadamente – fugir do confronto. Passei reto por você. Passei reto e continuei escutando e, na hora, olhei para cima; para não olhar para trás. Foi pior. Acredite, foi pior, vi a lua aprisionada entre fios de energia elétrica; que dó que deu da lua; logo ela, a que possui o brilho mais sincero; a que tem luz própria; logo a lua; que Dó. Coincidência, Sax? perguntei ao vento. Lua aprisionada em uma partitura  passageira – como todas as coisas são.

Eu gosto é do ensurdecedor. E, por isso, não esqueço.

14/04/14

Resenha: A Vida em Tons de Cinza - Ruta Sepetys


Em 1939, a União Soviética ocupou os países Bálticos (Estônia, Letônia e Lituânia). Naquela época, foram criadas listas de pessoas que seriam assassinadas, presas ou deportadas por serem consideradas antissoviéticas. Mais de 20 milhões de pessoas morreram e os sobreviventes do genocídio passaram de 10 a 15 anos na Sibéria. 
A Vida em Tons de Cinza conta a história de Lina Vilkas, uma lituana de 15 anos e os acontecimentos pelos quais ela passou enquanto foi deportada junto com sua mãe e irmão. Eles são jogados em um vagão de trem com condições precárias, junto com outros deportados e são levados para a Sibéria, sendo obrigados a trabalhar para ganhar somente um punhado de ração no final do dia. Mas a união e o amor foi o que manteve eles vivos e continuando a lutar todos os dias com a esperança de sobreviver e voltar pra casa em breve.


Lina conhece Andrius durante a deportação, e quando eles chegam na Sibéria, a mãe dele aceita se prostituir para os guardas, com a condição que seu filho não fosse separado dela. Com o tempo, várias pessoas começam a adoecer, pela má alimentação e pelas condições desumanas de sobrevivência. Eles aprendem a roubar migalhas de comida, lenha e o que mais fosse possível da Polícia Soviética, chamada de NKVD. Para enfrentar o inverno, os deportados tiveram que construir suas próprias cabanas, mas tiveram que buscar seus próprios materiais. Musgos, pedras e pedaços de troncos de árvores perdidos no rio foram os materiais usados por eles, para que conseguissem sobreviver ao intenso inverno da Sibéria.


É uma história triste, de um povo que lutou até o último fio de esperança para sobreviver. Um povo que com pequenas demonstrações de afeto, de união e de humildade, conseguiu mostrar sua dignidade, apesar de tudo. Um povo que não se entregou à morte tão facilmente, e que com o amor conseguiu sobreviver cada dia, por mais fracos, por mais desnutridos e sujos que estivessem. É umá história linda de superação e amor ao próximo. Nos capítulos finais eu chorei litros, porque quanto mais o livro vai chegando ao final, mais a situação vai piorando e mais personagens vão adoecendo e perdendo as forças para lutar. Mas nem tudo acaba tão mal assim.

 Não vou contar o final do livro, e nem entrar em muitos detalhes, mas a história é tão linda e tão envolvente, que li o livro no ano passado, e esse mês li de novo pra conseguir fazer a resenha melhor. PS: Sim, chorei litros na primeira vez e dessa última, chorei muito mais #manteigaderretida.

Vale a pena ter esse livro na estante, e ler quantas vezes der vontade. Quando o comprei, achei numa promoção no Submarino, e paguei só R$9,90. É um livro diferente dos que estou acostumada a ler (ultimamente estou numa fase comédia e suspense), até porque nunca fui muito fã de história, talvez pela forma chatinha que eu aprendia na escola, aquele velho e clássico jeito de sentar e decorar pra fazer a prova, mas livros assim me deixam curiosa e com vontade de saber mais sobre o acontecido, taí uma forma legal de aprender história né? Se alguém tiver alguma dica de livros assim, deixa nos comentários pra mim tá?


Eu espero que tenha despertado a vontade de ler aí, principalmente pra quem como eu, não está em fase de ler livros "cult" assim. É sempre bom abrir a mente e sair do óbvio, e é isso que eu fiz quando decidi comprar A Vida em Tons de Cinza. E posso garantir que: não me arrependi. Foi a melhor e mais barata compra literária até hoje. 

Agora me contem: Alguém aí já leu esse livro? O que acharam da resenha, ficou faltando alguma coisa?

Um Beijo!

13/04/14

Gatos que Acham que são Pin-Up's

Que o Tumblr é um lugar cheio de pessoas criativas, ninguém mais duvida. Eu mesma tenho uma conta por lá pra desabafar, escrever coisas sem graça sobre alguns fatos da vida, coisas bonitinhas e quanto tenho tempo sobrando, de quebra ainda faço umas montagens legais com algumas frases. 

Aproveito pra seguir algumas contas legais, e encher meu dia de fofurices, inspirações, poesia, e boas risadas. A maior parte do tempo, eu passo na dashboard vendo as fotos e lendo textos e frases. Esses dias, descobri um que é uma fofura que só, e que merecia um post especial aqui no blog. A página se chama Cats That Look Like Pin Up Girls, numa tradução livre, seria Gatos que acham que são Pin-Up's. Já deu pra imaginar o que seria? Espia só:








Overdose de Fofura: A gente vê por aqui! hahaha ♥
Pra quem quiser conferir mais fotos, é só clicar aqui.
Um beijo!




11/04/14

Como Usar: Moletom Chique

Olá!! Hoje o assunto é sobre uma das peças mais básicas e confortáveis do armário e a mais usada no outono e inverno (pelo menos pra mim e pra mais muita gente por aí): o moletom. Não é de se esperar, mas nesse inverno ele está mais sofisticado, mais chique, ele vem com misturas de materiais, como o tule, que cria uma ilusão de ótica bastante interessante, e aplicações de brilhos, paetês e silks.
O Moletom vai ser muito bem visto compondo looks contrapondo com peças mais arrumadas, como por exemplo, aquelas saias rodadas acima do joelho, que são meus looks preferidos com moletom. A cor mais esperada, que é cor de moletom comum mesmo vai ser a de cinza mesclado. Nossa! Imagina um moletom bem elaborado na cor de cinza mesclado e uma saia rodada de com preta? Com uns acessórios com brilho pra agregar valor então hein?! Kkk
E pensando nisso trouxe alguns looks inspiradores pra quem já aderiu ou pra quem ainda está com dúvida se adere à moda ou não. Vamos Conferir?!


Pronto!!! Agora é só tirar aquele moletom que você comprou no final da estação passada que nem usou direito do armário e fazer algumas aplicações (pra quem gosta de customização), ou talvez nem precise, e sair fazendo combinações, sem achar que está básica demais.
Então meninas, espero que tenham gostado, e comentem o look que mais gostaram e também do que acharam sobre o post.

Bjus


10/04/14

DIY - Sacolinha de Páscoa


A páscoa tá quase aí! Faltam 10 dias pra gente sair da dieta legal e comer chocolate como se não houvesse amanhã! uahauha Pensando nisso, hoje eu trouxe um tutorial bem fácil, pra dar pras amigas, irmã(s), colegas de sala, enfim..  É uma sacolinha de Feltro, que pode ser recheada com confeitos, chocolates, balas, enfim.. só usar a criatividade e presentear alguém nessa Páscoa!

Pra fazer, é preciso um pedaço de feltro de mais ou menos 20cm, tesoura, agulha, linha e um pedacinho de tecido colorido pra fazer as orelhinhas. Ah, e eu também usei caneta pra tecido pra fazer o rosto do coelhinho, mas se você não tiver, pode fazer com tinta pra tecido normal mesmo tá?



A sacolinha que eu fiz, eu costurei na máquina mesmo, mas dá pra fazer na mão também. Dependendo da sua paciência e capricho, vai ficar até mais legal que os pontos da máquina de costura. 


Depois de pronta, é só rechear de gordices e amarrar a pontinha dela com uma fita ou barbante, pras orelhas ficarem juntinhas e o conteúdo não sair da sacolinha!

Espero que tenham gostado, e se alguém fizer, não esquece de me mostrar depois lá nas mensagens da Fan Page, tá? Vou adorar ver, e compartilhar as fotos de vocês!
Beijos!

09/04/14

Aprendendo a Cozinhar com Infográficos

Já faz um tempinho que eu acompanho o Mixidão, que antes era um Tumblr com infográficos de Receitas, e agora virou um site que além dos infográficos, traz notícias e curiosidades sobre culinária.  Aprender a cozinhar nunca foi tão divertido, viu? Por lá a gente encontra receitinhas doces, salgadas, e também infográficos de interpretação de rótulos (Como a diferença de Diet e Light). É super útil pra quem quer se aventurar na cozinha, e dá até pra imprimir e colocar em quadrinhos na decoração! Dá só uma olhada:





Com a receita desenhada e explicadinha assim, dá até mais vontade de cozinhar, né? Se você gostou, é só clicar aqui e descobrir várias receitas legais pra preparar hoje mesmo!

Um beijo! 


07/04/14

Dicas Para Blogs: Números são realmente importantes?


No último post da série de dicas (se você tá chegando agora clique aqui para ler), nós conversamos um pouquinho sobre como conquistar leitores fiéis. O que acontece normalmente, é que a pessoa que escreve do outro lado da telinha fica um pouco frustrada com as poucas visualizações com aquele post super completo e bem feito. Então, se alguma vez você já sentiu algo parecido, é hora de ler um pouquinho sobre "números".

Ter um blog, vai além de querer ganhar dinheiro, fama ou algo do tipo. Até porque chegar ao patamar do dinheiro e fama é um caminho longo e com muito trabalho duro a se percorrer. Não acontece da noite pro dia, a menos que você tenha sorte (muita, por sinal). Ter um blog é gostar do que faz, divulgar pras pessoas o seu trabalho e trocar opiniões sobre vários assuntos, sem se preocupar muito com números. Ter um blog é saber que os números vão vir, mas não da noite pro dia, como num passe de mágica. Você pode tomar por base aquele blog grande que você acompanha por exemplo. Quando é que ele começou a crescer? No segundo dia de funcionamento? Na primeira semana? Acredito que não.. 

Quem tem blog, provavelmente já ouviu de pessoas que não sabem como funciona que você é fútil, que não vai dar certo e que você não sai da frente do computador. Essa é uma parte do caminho a se percorrer pra continuar fazendo o que você gosta. Mas, você gosta do que faz? Quando criamos um blog, é normal pensarmos que um blog vive de números. E isso pode até ser verdade, mas nem sempre é o que acontece. Blogs com números conseguem mais parcerias, tem mais interação e mais comentários. Essa é a lógica da coisa. Porém, nem sempre um número é uma pessoa "real".

Existem mil maneiras de conseguir pessoas fantasmas pra seguir você no facebook, blogger e isso todo mundo (ou quase) sabe. E não é atoa que muitas páginas crescem tão rápido por aí. Mas, será que vale a pena ter só mais um número ali? Um número que não interage, que não "existe"? Já participei de diversas discussões sobre o tema em grupos na internet, e posso afirmar que de tudo, A frustração não acaba. Sua fan page pode ter 100 mil likes, mas suas visualizações não vão aumentar. Então, qual o sentido de ter mais um "número" ali? Quem usa o blogger, já deve ter percebido que muitas vezes nas estatísticas tem um tal de vampirestat. O vampirestat é um site real que utiliza um aplicativo pra gerar visitas no seu blog, intencionado a aparecer nas estatísticas pra que você clique no link e gere uma visita de qualidade pra ele. Ou seja: são visitas falsas. Agora, vá no seu painel e olhe quantas visitas você tem desse site. É ruim saber que daquelas 500 visualizações, 150 são desse site, não é mesmo? São números que não preenchem vazio nenhum, e muito menos agregam valor. É mais ou menos essa a mensagem do post de hoje: Do que adianta um "número" a mais se ele não vai preencher lugar nenhum? Se ele vai ficar ali só pra fazer "vista" pra pessoas interessadas no seu blog, sendo que na real, seu blog não é tudo aquilo (ainda)?

Agora eu quero saber: Qual a opinião de vocês sobre "pessoas números"? Vamos bater um papo ali nos comentários?