Ex ainda amor, você ainda lembra?



Você ainda lembra do primeiro chocolate que me deu? Você tava sentado na sua moto, ou da sua mãe, sei lá. Me entregou meio sem graça, você não soube o que dizer, a não ser “toma, comprei pra você”. Eu, mais sem reação impossível, apenas dei um sorriso, e agradeci. As palavras me faltaram. Eu queria dizer muito mais que “obrigada”, mas não pude, não consegui. Lembra de quando sentávamos no passeio adjacente à rua da escola pra conversar? Cursinho à noite, você, um amigo, eu e uma colega. Eu não falava muito, nem você. Os dois conversavam por nós. Eu respondia o que me era perguntado e pronto.

 Você ainda lembra das nossas intermináveis conversas no chat on line? Nem parecia que você era tão tímido quanto pessoalmente. Nem eu. Conversávamos sobre tudo, e quando o assunto acabava, ou você ou eu vinha com uma frase decorada “calou pq?”. Vez ou outra brigávamos, eu apelava, você também, ficávamos dias e dias sem conversar, e eu orgulhosa que sou, esperava você vir falar alguma coisa. E adivinha? Outra frase que se tornou clichê entre nossas conversas “ainda tá com raiva?” ou "tá brava comigo ainda?" você dizia. Minha ironia te assustava, eu sentia que sim. Mas no final, estávamos dando risada (pelo menos eu estava) depois de discutir muito o motivo da briga anterior. Isso me dava nos nervos, mas depois que passava e tudo ficava bem, me sentia mais leve, mais feliz. Eu não podia perder você assim. Lembra de todos os sermões dados e recebidos por motivos bobos? A gente brigava demais. “Você sumiu”, “Você saiu sem dar tchau”, “Você esqueceu de mim”, “Você tá me dando desculpa pra não encontrar comigo, justo hoje que eu posso” Coisa de louco né? Você brigando comigo por nada, e eu brigando com você por menos ainda. No fim, quando tudo se ajeitava, você sumia dinovo, e voltava dali uns meses.

Você ainda lembra de quando a gente a conversava por sms o dia todo? Eu suava frio e tremia sem saber explicar o porquê. Minhas pernas mal me sustentavam ao ver que tinha chegado mensagem sua, e eu mal conseguia digitar uma resposta. Digitava rapidinho, sem pensar direito no que tava escrevendo, e sempre me arrependia depois (mas eu tava sendo sincera tá?). Vez ou outra, eu lia suas mensagens dinovo, e percebia o quão besta eu tinha sido por ter respondido de tal forma. Você sumia, meu coração se acalmava. Meses depois, quando eu já estava crente de que você não apareceria mais, a mensagem chegava outra vez, e mais uma vez, eu perdia o controle sobre mim.

Você ainda lembra daquela festa em que os seguranças praticamente expulsaram a gente, porque já passava das sete da manhã e a gente ainda não tinha ido embora? Ainda lembra do show do Charlie Brown Jr, onde eu dormi no seu ombro na hora de voltar? Você ainda lembra do que você sentiu por mim a algum tempo atrás? Você ainda guarda um pouquinho daquele sentimento por mim, ou agora sente tudo por ela?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Blog Menina, te contei? é um blog de Moda, DIY e Lifestyle