Centenas de Milhares


A luz da estrela percorre há tanto tempo, mesmo antes do meu nascimento, as vezes vira buraco negro e só anos depois se apaga para nós na Terra. Que lugar estranho. Que lugar impossível. Enquanto declamo minha ingenuidade o mundo gira devagar, e do outro lado alguém acaba de acordar, contradizendo meu corpo próximo do sono. Nesse mesmo instante, a milhões de anos luz daqui, um berçário na beira do limite extremo do universo dá a luz a centenas de milhares de estrelas, um berçário tão distante de mim ao ponto de ser impossível chegar até lá, pois, quando se percorre tanta distância nem o tempo resiste.

Esse lugar contém um enorme mistério, minha carne surgiu do impossível, do milagre que parece reger todo esse espaço intragável pela mente humana. Talvez a lua não esteja tão longe assim, e o sol é muito mais do que o alimento da vida. Em Mercúrio o sol não tem o mesmo significado, nesse momento sua casca é impiedosamente massacrada pela radiação da estrela rainha do nosso pequeno sistema solar. Em Júpiter, tempestades com raios dez mil vezes mais intensos do que os da Terra despencam das nuvens densas, ventos colocando qualquer limite humano na sarjeta.

Quanta ironia, quanta graça! E eu aqui, deitado, escrevendo, admirando um Pulsar há bilhões de quilômetros do meu alcance, pulsando seu brilho através da escuridão do universo, fazendo chegar até mim suas razões para existir. Tamanha força, imensurável descrição de encantamento, não estou sozinho no infinito, é tão grande quanto minha mente e tão pequeno quanto o meu suspiro de vida. É como ouvi um dia: Quem precisa de números quando se tem a realidade?



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Blog Menina, te contei? é um blog de Moda, DIY e Lifestyle