Amor?

xD

Aqui estou eu, pensando em quem não deveria mais uma vez. A teimosia sempre foi o meu forte, como meu pai destacava-me desde criança. Agora essa teimosia machuca um tantinho... Opa, acho que meu ponto forte se voltou contra mim papai! E adivinha só? sou teimosa até em relação a isso. Eu penso em você todos os dias, nas horas mais desnecessárias, justamente por que eu sei que não deveria, que isso faz mal pra minha sanidade. Agora, por exemplo, estou aqui escrevendo isso enquanto meu professor de história explica algo relacionado ao Brasil. Ou seria Portugal? Só sei que estou fingindo anotar, e que ele me olha como quem me achasse a aluna mais dedicada da classe. Ele que não me faça perguntas, ou eu serei capaz de falar teu nome. 

 Por que a tua ausência me deixa tão paranoica? Eu ando vendo vultos teus por todos os cantos e pensando em você dia e noite. Mal me alimento a dias e não consigo dormir a noite. Já não estou mais tão eficiente na escola, e no lugar das anotações encontram-se desenhos teus ou textos como esse. As vezes eu sinto o teu respirar próximo a mim ou os teus dedos acariciando o meu rosto. Vá dizer que isso não é loucura? Eu olho pros lados como se te buscasse em meio aos colegas de classe, mesmo sabendo que isso é improvável. Uma amiga me falou algo parecido sobre o amor, mas não, comigo não. Essa doença não me pega. 

Eu estava lembrando de como você segurava a minha mão. Era confortável, confiável. Eu sentia como se nada mais existisse além do teu olhar, e o teu sorriso me trazia a paz que eu buscava. Será que isso é amor? Não, ela não pode estar certa. Quando rompemos, eu até deixei umas lágrimas caírem, mas foi capricho de menina, não foi? Eu já vi pessoas apaixonadas chorando por amor em filmes e já li sobre elas nos livros, segundo eles, a dor do amor não passa até que tudo volte a ser como era antes, até os casais reconciliarem. Eu não chorei mais, não como eles, pelo menos. As vezes eu deixo escapar uma lágrima ou outra, mas é passageiro. Minha amiga, aquela que falou sobre o amor, acabou de me dar um bilhetinho que dizia "Essa tua cara de apaixonada não engana ninguém, está escrito na sua testa o nome e o sobrenome dos teus pensamentos." Paixão? Amor? Ah, comigo não. Essa doença não me pega. 

Um comentário:

  1. Ninguem escapa de um amor hehehe gostei do post..Passa no meu blog pra conhecer tb, se gostar e seguir, sigo de volta!!!
    www.makeolatras.blogspot.com.br
    Bjsss =]

    ResponderExcluir

O Blog Menina, te contei? é um blog de Moda, DIY e Lifestyle