Dias Cheios e Corações Vazios


Dias cheios, corações vazios. Milhares ao meu redor, e nem uma pessoa sequer com uma alma que valha a pena. Eles sorriem para mim como se eu fosse realmente acreditar. Otários. Eu já não me importo mais, e nem sequer tenho esperança de me importar. Continuo caminhando, olhando pros meus pés que caminham no ritmo da música que toca nos meus fones de ouvido. Me concentro na canção e na brisa que toca meus traços. Isso sim é real, verdadeiro. 

 Minha mente viaja pro 7 de julho inconscientemente, e eu me concentro em manter-me de pé. Caminho mais algumas quadras, cada passo sentindo a ferida se abrir aos poucos, de forma lenta e dolorosa. Continuo firme e forte, sem sinal algum de fraqueza externa. Tenho trabalhado duro nisso. Paro em um beco, e quando vejo já estou no chão. Não como a dias, e tenho consciência disso, mas não há nada que me faça digerir algo. Hoje a noite está linda. A lua cheia sempre foi a minha preferida.

 Essa insônia está me corroendo aos poucos. Mas, sinceramente, é mais prazeroso passar noites em claro do que dormir e pensar em você. No teu sorriso falso, nas tuas palavras vazias ou nos teus sentimentos manipulados. Eu vago todas as noites por ai, no intuito de um dia encontrar você em um canto qualquer e poder te dizer o quanto eu desprezo o amor que eu sinto por você. 

Como é viver de mentiras? Como é se vingar de algo que fizeram com você em pessoas que não tem relação alguma com o que houve? Como é descarregar os problemas da sua vida em cima de alguém em forma de sofrimento, como amostra do que você passa todos os dias? Ou seria uma auto-piedade, pra provar a si mesmo que há dores piores que as suas? Um dia você irá se arrepender. Um dia vai perceber que tudo o que eu queria era te dar o carinho que você buscou na pessoa errada. E sabe do que mais? Quando você se der conta disso e resolver dar valor, eu já estarei restaurada por completo e não arriscarei meu coração novamente. Mas enquanto você não cria consciência, vê se não me lança esses sorrisos falsos, ta bem? Me poupe da mediocridade da sua existência e pare de bancar o moço simpático. A tua alma deve estar melhor do que isso. 

2 comentários:

  1. Oi meu anjo e precioso o texto. beijos

    ResponderExcluir
  2. Amei o texto *o*

    http://apenasumagarotaescrevendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

O Blog Menina, te contei? é um blog de Moda, DIY e Lifestyle