Monólogo


Silêncio exterior. Plateia muda surda cega louca; inexistente.

Nesse instante, reduzida ao essencial.

Olho para dentro e não entendo nada.

Eu poderia até negar – ainda posso –, mas meu auto retrato foi traçado entre rascunhos inacabados; arte abstrata, perdida à procura de sentido. Para onde vão as coisas que se perdem na vida? Memória falha. Coração cede. Como podemos perder o que, um dia, nos fez encontrar?

Vivi alegrias que derreteram-se em lágrimas. E despedidas intermináveis. Quis cessar algumas dores e trouxe outras para perto. Olhei enquanto roubavam minhas últimas liberdades; guardadas em um tempo já rompido – em soluços. Entrei em cantos escuros de mim e fugi deles, gritei por socorro; eco. Abri a janela, mas a grade continuava lá – até quando?

O que vem depois?

Conheci encantos indescritíveis. Experimentei uma felicidade plena e sossegada. Andei com os pés descalços e despreocupados, em um caminho incerto, duvidoso… Enfrentei a caminhada. Fui leve dentro do sufoco. Fui livre na queda. Fui suave com alguns amores que passaram por mim. Reinventei a entrega, o amor, o exagero e algumas formas de beleza.

E agora?

Viver apenas. Aceitar o momento e tudo que ele tem para oferecer. Nascer de novo entre um ramo de lavandas, entre dois cigarros, entre chá verde depois das cinco – sem açúcar, entre barulhos da cidade, entre disputas: arranha-céus vs. raízes de árvores, entre um canteiro de flores coberto por terra! Mas eu sei, eu sinto e tenho certeza que já existiram flores lá. E só isso importa: renascer.

A intenção sempre foi silêncio. É que, por vezes, o silêncio não cabe.

4 comentários:

  1. Nossa, muito lindo e profundo o texto! Você escreve muito bem, é muito envolvente ler um texto que não é só escrito com palavra, e sim com sentimentos também! :) #LEAF http://ivegotthestyle.com/

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Fernanda. Além de alinhar as palavras perfeitamente uma nas outras você encheu essas linhas de sentimentos. Adorei :)

    http://www.todasasluas.com/

    ResponderExcluir
  3. Haa onde eu vim parar .ne Mariana , Amei o texto realmente me tocou , o silencio tomou conta ,
    #LEAF

    www.nadaover.com

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto, ele parece tão pessoal e ao mesmo tempo eu me identifiquei com ele, e parabens você escreve muito bem.
    Bjs #LEAF

    ResponderExcluir

O Blog Menina, te contei? é um blog de Moda, DIY e Lifestyle