Férias! - Marian Keyes


Sim, hoje era dia de MTQ, eu sei... Mas ó, não vai ter por uma ótima causa, tá? Eu tava louca pra mostrar esse livro aqui, e substituí esse post no lugar dos quotes. Vamos sair da rotina né? hahaha ♥ 
Todo mundo sabe que tenho um amor enrustido pela Marian Keyes. No início do ano passado eu comprei o Box de livros com Los Angeles, Casório?!, e É agora ou Nunca, e desde então passei a amar livros que me fizessem chorar e rir ao mesmo tempo. Foi aí, que me concentrei em comprar a coleção completa. No final de 2013, consegui juntar uma graninha e comprar mais um box, dessa vez com os três primeiros livros da Autora, que são Melancia, Sushi e Férias!. Falta muito pouco pra completar a coleção, e tô aceitando o último box de presente desde já. uahuahauha ♥ Enfim, eu já li os do primeiro box que comprei, e em breve eu volto pra contar o que eu achei pra vocês. 


O primeiro que eu escolhi pra ler do segundo box comprado, foi o Férias!, porque eu já tinha lido algumas resenhas e sabia que se tratava de uma história de superação linda. Rachel Walsh é a personagem Principal, e namora Luke Costello. Ela mora com uma Amiga em Nova York, e é uma toxicômana não assumida, do tipo que se droga todos os dias, esconde de todo mundo e não assume o vício. Até que um dia ela se droga muito mesmo e se sente no auge da criatividade pra escrever um poema, desmaia logo em seguida, e acorda no hospital. Sua amiga encontrou os versinhos que ela tinha escrito e pensou ser uma carta suicída, chamou a ambulância e ligou pros pais da Rachel na Irlanda para notificá-los. Então, Luke termina com Rachel por já estar ~cheio~ das coisas que ela faz, e Brigit (a Amiga) a trata super mal também, e ela decide voltar pra casa na Irlanda, e se internar num SPA "apenas" para agradar os pais, e para tirar umas férias de NY.


O lugar pra onde Rachel vai se chama Claustro, e quando ela chega, ela ainda não se admite ser toxicômana e acha que está no lugar errado em meio a tantas pessoas "loucas", viciadas em álcool, drogas, e até mesmo comida. Ela realmente acreditava que era um SPA, e que haveria sauna, hidromassagem, piscina e várias outras mordomias, mas a medida que a história vai passando, ela percebe que é apenas um centro de reabilitação comum, cheio de reuniões com psicólogos, dinâmicas em grupo e tudo mais. Rachel só começou a assumir que de fato era uma toxicômana, quando Seus pais, Luke e Brigit vão a uma sessão de grupo e contam para todos os presentes as coisas horríveis que ela fazia. A psicóloga a ajuda a descobrir as causas pelas quais ela sentia necessidade de se drogar, ela se sentia inferior, feia, burra, alta demais e várias outras coisas que vinham lá da infância de Rachel. A partir daí, ela começa a enxergar o mal que fez pra sua  família, amiga e namorado e começa a ter atitudes diferentes, pensamentos diferentes, até que um dia ela recebe alta, e vai pra casa. 

Nesse meio tempo ela tem uma recaída, e com isso ela aprendeu a ser forte e enfrentar os problemas sem precisar se drogar. Conheceu gente nos encontros dos Narcóticos Anônimos e eles ajudavam ela a se reerguer, quando ela se sentia mal.

Eu confesso que: No início, o livro é bem ZzzzZZZz. Quase desisti de ler, porque eu tava me sentindo entediada e com vontade de ler algo mais animadinho. Mas persisti, e mais ou menos no capítulo 10 ou 15 (por aí) eu comecei a me envolver mais, porque a história fica mais legal, comecam a acontecer coisas legais e enfim..O Final do livro é surpreendente, porque a personagem muda completamente seu jeito de pensar, de ser e de reagir às situações. Ela conquista o amor próprio, e com isso reconquista todas as pessoas que ela perdeu por causa das drogas. Vou contar um segredo: chorei rios no final do livro. hahaha Nas 50 últimas páginas eu não conseguia me segurar, porque é realmente muito emocionante, e envolvente. 

"Minha paisagem anterior foi lentamente se modificando. Eu ia me desenredando da malha de preconceitos que tecera contra mim mesma, como se me soltasse de amarras de arame farpado. Foi um grande dia, quando compreendi que não precisava me achar burra só porque tinha uma irmã inteligentíssima."


Eu espero que vocês tenham gostado, e uma dica pra vida: não morram sem ler esse livro. E não desistam de um livro (qualquer livro) antes do capítulo 15. As vezes, livros nos ensinam a não desistir só porque tá chato. Pra tudo na vida, existe sempre um capítulo 15 onde tudo pode começar a acontecer, então depois dessa filosofia linda escrita por mim, guardem essa mensagem. uahauhauah

O livro traz mensagens incríveis pra quem se sente mal consigo mesmo, com sua família e amigos. Traz mensagens de como podemos espantar as neuras nossas de cada dia, enfim.. Dos quatro que já li até agora, me apaixonei por Casório?!, É agora ou Nunca e Férias!. Los Angeles foi o que eu menos gostei, mas isso é assunto pra outro post, tá?

Um beijo!


9 comentários:

  1. Oi Mari tudo bem ?
    Eu ja li alguns livros da autora e gostei bastante ela é bem divertida esse ainda não li quero procurar por aqui,adorei a dica

    Bjos e lindo dia

    http://framboesabrazil.blogspot.com/

    http://instagram.com/framboesabrazil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juh! sim, os livros são super divertidos! Principalmente o Casório e É agora.. ou nunca! Eu ri de me acabar com eles.. agora vou terminar de completar a coleção nesse ano, se tudo der certo! haha

      beijos

      Excluir
  2. Comprei o Melancia e não li ainda, seu post me fez querer ler o mais rápido possível, e adquirir todos os livros da autora.
    Gosto muito de livros com histórias relacionadas a superações, e isso prova que existem problemas maiores e que existem pessoas que conseguem superar, e ai sentimos que podemos superar os nossos também!
    Adorei o post, Flor, assim que ler Melancia e resenhar, venho te contar o que achei e quando adquirir o resto da série também!

    Beijos,
    Percepções Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, eu sou suspeitíssima pra falar, mas leia sim! hahaha leia e depois me conte o que achou! Vou ler o melancia em breve também! Beijos

      Excluir
  3. Fui na Saraiva e esse livro tava num preço ótimos
    depois da sua resenha, me arrependi de n ter comprado
    KWOEKOPWPOKEWOPKE
    beeijos

    apequenaka.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. poxa.. =( fique de olho nas próximas e não o perca de vista! Beijos! hahaha

      Excluir
  4. Esse será meu proximo...Já li o Melancia, adorei ele é super engraçado e me ajudou a ver o lado bom das coisas, mesmo quando parece não ter um rs

    http://hikendra.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro livros com final surpreendente *-* E que bom que você persistiu e gostou :3

    Beijos! http://sugar-dance.org/blog

    ResponderExcluir
  6. Bah, já tinha visto este livro em edição de bolso acho que era, e quis comprar porque estava baratinho (heheh) mas não sabia do que se tratava. Dá pra perceber que a história é linda mesmo, e acho que to precisando de umas dicas da Rachel ;) hahaha
    Adorei a resenha!
    Beijos,
    http://o-doce-mundo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

O Blog Menina, te contei? é um blog de Moda, DIY e Lifestyle