Nada Rima com Hiroshima



está tudo errado
quero voltar voltar voltar
preciso repetir o passado

mal começo
aqui, me desfaço

quantos girassóis giram no japão?
exalam japonês.
quantas voltas que não têm vez.

os dias sempre nascem samurais
e, geralmente, morrem em vão
terminam querendo mais.

die, samurai, die!
there’s no goodbye.
fly, away, fly.
you’re noting but a lie.


seja onde for
Ocidente ou Oriente
o instante já não é mais presente
o tempo voa
longe, longe, longe
e não volta para rir
embora deveria
deveria rir da nossa inércia
que deixou-o partir

já não lembro de quantas guerras enterrei nessa terra

é preciso, de vez em quando, gritar sem ser ouvido, ligar vinte vezes até ser atendido, escrever sem ter a intenção de ser lido. é preciso bater sem ser chamado, escolher um lado, declarar amor sem ser amado. não tenha medo de forçar a barra, entrar na farra e quebrar tudo, inclusive a cara. tenha garra, vá e busque o impossível e deslumbre-se diante do incrível e seja – mesmo sem acreditar – seja invencível.

todo dia nasce samurai. hoje de manhã, depois de escovar os dentes, tomar uma ducha e colocar roupa suja, você apenas amarrou o sapato e tropeçou em mais uma luta perdida. acertei? mais uma vida vencida.

agora, me diga: todo dia nasce bye ou samurai?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Blog Menina, te contei? é um blog de Moda, DIY e Lifestyle