Por uma vida menos fake


Ei, você! Senta aí, que lá vem textão.

Você não precisa fingir ser quem você não é. De fake já bastam aqueles perfis do orkut que ficaram lá em 2005. Quem é mais novo talvez não lembre, mas os fakes tinham tudo que uma pessoa real teria: namoravam, tinham família e uma história. De lá pra cá, acredito que muita coisa permaneceu. Mais de 10 anos depois e ainda existem pessoas que "maquiam" a verdade sobre o que elas são.

Nas últimas semanas, meu feed do facebook foi bombardeado com tanto mimimi que eu não sabia como lidar. Mudar de opinião sobre uma coisa é ok, dizer que se descobriu em alguma outra coisa também é ok. Mas o que me incomoda é que as pessoas se descobrem hoje em algo que elas criticavam ontem (quem nunca, né? Isso é normal também! Quantas vezes você jurou pra si que não gostava de berinjela, ou de chuchu mas quando experimentou viu que não era tão mal assim?) e contam pra todo mundo que o sonho da vida SEMPRE foi aquilo. Sempre é uma palavra meio forte nesses casos, né? A gente não precisa fazer de uma descoberta nossa história de vida. 

Talvez esse post seja só um desabafo, talvez ele seja mais alguns parágrafos de mimimi. Mas eu precisava dizer pra você, que ninguém precisa forjar uma história de vida fake. E que você não precisa acreditar em tudo que você anda vendo por aí no seu feed também. Pode ser cruel o que vou dizer aqui, mas muitas vezes a pessoa posta uma foto com um sorriso de orelha a orelha e a legenda é uma frase de efeito sobre estar feliz, mas na verdade ela está deprimida e chorando naquele momento. Aprendi desde cedo que são poucas as pessoas que postam alguma legenda dizendo "hoje estou triste porque a amiga da minha amiga me disse uns desaforos". Ao contrário, a maioria das pessoas buscam uma frase do tipo "indireta" pra mostrar ~prazinimigas~ que ela não está nem aí (ou algo desse tipo).

Não queria ser caga-regra e nem apontar o dedo pra julgar (e espero que eu não tenha feito isso) mas eu só queria colocar por escrito meus sentimentos sobre pessoas que fingem ser quem elas não são. Tanto na internet, quanto na vida real. A história (real) de cada pessoa é o que faz a diferença quando falamos sobre brilho próprio. Todo mundo tem um brilho especial, mesmo que seja quase que imperceptível à primeira vista. 

Mas ó, em resumo: Seja sempre você. Mude de opinião, de estilo ou de gostos musicais, mas tenha sempre em mente que é feio criticar algo ontem, e hoje dizer que sempre foi o sonho da sua vida. É muito mais bonito falar que mudou de ideia, viu?  E não acredite em tudo que vê e lê por aí.

6 comentários:

  1. Ótimo texto,adorei. Vejo tanto disso na vida real e online.

    www.garotadosuburbio.com

    ResponderExcluir
  2. Decidimos escrever sobre sentimentos hoje foi ? Fiz um texto de desabafo também e concordo que muitos vivem uma vida cheia de falsidade, uma vida fake. Ninguém quer ver ninguém triste em rede social, só quer ver gente feliz e quando mostramos o lado real, as pessoas se assustam. Gostei muito do texto. beijos Mari <3

    www.libertywalks2.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opaaa, alguém(s) acordou com vontade de fazer textão hahahahaha Mas é bem isso mesmo! Muito obrigada! Escrever dá um alívio, né? ♥

      Excluir
  3. Oi Mari, muito bom o texto, espero que sirva de lição pra algumas pessoas que vivem de aparências e que acham mais bonito mascarar do que ser e viver a verdade.

    Beijos meu bem!
    Blog Bianca Schultz

    ResponderExcluir
  4. Amei o texto Mari! Nossa é complicado... ando bem cansada do Facebook, por causa de coisas contraditórias que vejo por lá. As pessoas só sabem apontar o dedo no defeito alheio o tempo todo... um saco!

    Faz bem fazer textos assim... alivia a alma! rs

    Beijão!

    ResponderExcluir

O Blog Menina, te contei? é um blog de Moda, DIY e Lifestyle